o bom dinossauro

O bom dinossauro e o Eneagrama

A nova animação da Disney, feita pela Pixar chamada O Bom Dinossauro é um roteiro emocionado, que faz toda criançada rir e se divertir.

Mas se olhar mais profundamente para o Dinossauro Arlo percebemos a formação básica do eneatipo 6 fóbico, auto-preservação, sexual e social reprimido.

A formação de sua personalidade fica clara desde o nascimento, quando o último a chocar o ovo, nasce com o corpo fraco, com pernas titubeantes e uma cabeça exagerada, tentando resolver os problemas físicos pensando.

Em todos os desafios que ele enfrenta está sempre a figura da culpa e do achar-se inferior aos irmãos, mas percebemos o desejo profundo de se posicionar, muito embora o medo o guie em todas as atividades.

Durante a jornada que seu pai quer lhe mostrar de coragem, mediante a busca da “fera” humana que come suas provisões, a morte do pai, numa clara tentativa de salvar o Arlo, imprinta mais ainda a culpa e a sensação de estar sozinho diante do mundo sem ter o pai para protegê-lo, que é o que ele busca em todo o filme: seu lugar (casa) onde se sente protegido.

Durante o decorrer do filme Arlo adota o “Spot”, seu amigo humano, o lado da coragem que ele mesmo desconhece de si. O Spot vai, como a figura da Criança Interior, despertando e dando confiança ao Arlo, desenvolvendo seu uivado e seu grito forte contra o que o aflige, transferindo a autoridade externa para dentro de si.

Em sua jornada de volta para casa, ele conhece os Tiranossauros (Eneatipo 8), que numa parceria inusitada, que geralmente acontece na vida real: a mente do 6 com a força e coragem do 8, Arlo descobre que a coragem é nativa, bastava ele enfrentar seu medo.

Outro aspecto muito presente em nosso Arlo é uma imaginação criativa, geralmente aumentando os problemas que ele tem a enfrentar, ampliada pelo medo.

Finalmente, ele tem que enfrentar seu maior medo: a sensação de ser culpado pela perda do seu protetor (pai) numa situação onde a emoção é muito próxima, so que desta vez ele precisa salvar o Spot, mostrando como ele sai da posição de protegido para protetor, amadurecendo seu caráter e assumindo a fé, através da coragem que descobriu durante a sua jornada de re-encontro.

Aspectos como medo, covardia, coragem, fé, fidelidade, acolhimento, doçura estão presente durante o filme todo.

Recomendo para todas as crianças do tipo 6 de qualquer idade.

203047.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx